últimos pedidos

  •  
    Michael S., Raabs an der Thaya
  •  
    Ursula Z., Ottnang
  •  
    Mykola M., Radonice
  •  
    Prof. Volker P., Hamburg
  •  
    Antonio P., Valencia de las Torres (Badajoz)
  •  
    Veli Juhani N., Janakkala
  •  
    Gael G., Bricqueville sur mer
  •  
    Antoine J., Chelles
  •  
    Dominique S., glisy
  •  
    Jean-marie B., Banyuls-sur-Mer
  •  
    Pascal L., Sévignacq
  •  
    Rémi S., SAINT ETIENNE
  •  
    Loïs A., Pommevic
  •  
    thomas P., HAUTEFORT
  •  
    BERNARD D., LA MOTTE SERVOLEX
  •  
    Yannick B., PETIT-BOURG
  •  
    Szőke P., Oroszi
  •  
    Andrea G., Sale
  •  
    FABRIZIO D., milano
  •  
    Saulius O., Didžioji Riešė, Vilnius region
  •  
    Anne B., PONTA DELGADA,sao miguel,açores
  •  
    Alexandra S., oiã
  •  
    Adriani T., Sainte Clotilde
  •  
    Dumitru G., Rogojina
  •  
    Daniel M., Norrtälje
  •  
    oskar G., Borgholm
  •  
    Yvonne E., Järfälla
  •  
    Mesut T., Sala
  •  
    Melek K., Istanbul
  •  
    CAN DENIZ O., Antalya

Os mais vendidos

Existem 697 produtos.

Mostrando 1-15 de um total de 697 artigo(s)
Sementes De Morango Trepador ‘Mount Everest’

Sementes De Morango...

Preço 2,50 € - SKU: V 1 CS
,
5/ 5
<h2><span style="text-decoration:underline;"><em><strong>Sementes De Morango Trepador ‘Mount Everest’</strong></em></span></h2> <h3><span style="color:#ff0000;"><strong>Preço para o pacote de<strong> 10 </strong>sementes.</strong></span></h3> <p>Espécie de morango trepador "Mont Everest" deve ser plantado encostado a uma rede,a estaca ou treliça e terá de atá-lo à medida que cresce (1.5m),como se faz com os tomates.Plante agora para ir desenvolvendo o sistema radicular e começar a produzir na Primavera.Tenho vários exemplares</p>
V 1 CS
Sementes De Morango Trepador ‘Mount Everest’
Sementes de morango Alba

Sementes de morango Alba

Preço 2,85 € - SKU: V 1 A
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de morango Alba</strong></h2> <h2><strong><span style="color: #ff0000;">Preço para o pacote de 100 (0.06g) sementes.</span></strong></h2> <p>Os morangos Alba são muito grandes, longos e uniformes. A forma é atraente, polpa de frutas muito firme e vermelho vivo. Os morangos têm um cheiro bom e um sabor excelente. As plantas Alba são muito fortes, são imunes a quase todas as doenças comuns. As plantas têm um bom período de maturação concentrado. Os morangos são fáceis de escolher. As plantas são suscetíveis ao herbicida. Os frutos já podem ser colhidos em maio.</p> <p>Morangueiro é o nome comum de um conjunto de espécies, com seus híbridos e cultivares, do género Fragaria L., que produz o morango, incluindo um conjunto alargado de espécies e variedades silvestres. Existem mais de 20 espécies do género Fragaria que recebem a designação comum de morangueiro, com ampla distribuição nas zonas temperadas e sub-tropicais.</p> <p>Apesar de algumas diferenças anatómicas típicas, a classificação das espécies assenta essencialmente sobre o número de cromossomas, sendo que existem sete tipos básicos de cromossomas que todas as espécies e seus híbridos possuem em comum. A grande distinção resulta do grau de poliploidia que as espécies exibem.</p> <p>Algumas espécies são diploides, isto é têm dois conjuntos dos sete cromossomas básicos (14 cromossomas no total), outras são tetraploides (quatro conjuntos, 28 cromossomas), hexaploides (seis conjuntos, 42 cromossomas), octoploides (oito conjuntos, 56 cromossomas) ou decaploides (dez conjuntos, 70 cromossomas).</p> <p>Como regra geral, embora com algumas excepções notáveis, as espécies de morangueiro com mais cromossomas tendem a ser mais robustas e maiores, produzindo também em geral morangos maiores.</p> <p>O morango é rico em vitamina C e, por isso, o consumo da fruta evita a fragilidade dos ossos e a má formação dos dentes. Ele também dá resistência aos tecidos, age contra infecções, ajuda a cicatrizar ferimentos e evita hemorragias. O morango também possui, em menor quantidade, vitamina B5, conhecida como niacina. Ela tem a função de evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso. Na fruta, também é encontrado ferro, que faz parte da formação do sangue.</p> <p>É um pseudofruto, pois na verdade, o verdadeiro fruto são os "pontos pretos" ao redor do morango, porém, todo o útero do morango se torna carnoso e suculento.</p> <h2 class="h1 product-detail-name"><a href="https://www.seeds-gallery.shop/pt/inicio/como-crescer-morangos-de-sementes.html" target="_blank" rel="noreferrer noopener">Como Crescer Morangos De Sementes</a></h2> </body> </html>
V 1 A
Sementes de morango Alba
Sementes de Morugem (Stellaria media) 1.55 - 1

Sementes de Morugem...

Preço 1,95 € - SKU: MHS 81
,
5/ 5
<h2 class=""><strong>Sementes de Morugem (Stellaria media)</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;" class=""><strong>Preço para o pacote de 100 (0,046 g) sementes.</strong></span></h2> <p>A morugem (Stellaria media), também conhecida como morugem-branca, morugem-verdadeira, esparguta e morugem vulgar (existindo ainda a variante "merugem"), pertence à família das Caryophyllaceae.</p> <p>&nbsp;</p> <p>As suas flores, pequenas, solitárias ou geminadas, formam corimbos que se bifurcam na extremidade dos caules floríferos. As pétalas e as sépalas (cinco cada) têm, grosso modo, o mesmo tamanho. As sépalas têm bordos membranosos e uma forma entre o ovado e o lanceolado. Cada pétala parece, à primeira vista, duas, já que são bipartidas, parecendo duas asas brancas de insecto. Por vezes não apresentam pétalas. Cada flor tem exactamente 10 estames. Os frutos têm a forma de cápsulas (entre o ovóide e o oblongo) que ficam pendentes.</p> <p>&nbsp;</p> <p>É uma planta anual ou vivaz que se apresenta na forma de pequenos tufos de rebentos de aspecto frágil, apresentando uma fiada de pêlos longitudinal que alterna em cada nó, seguindo sempre na mesma direcção em cada entrenó (por vezes, mas raramente, apresentam-se glabros, ou lisos).</p> <p>&nbsp;</p> <p>As suas folhas são quase ovadas, pontiagudas, com um longo pecíolo que pode apresentar alguns pêlos que não continuam, geralmente, no resto da margem da folha.</p> <p>&nbsp;</p> <p>É considerada uma erva daninha nos campos de cultivo e jardins da Europa, onde é muito comum, durante todo o ano. Terá tido origem no sul da Europa.</p> <p>&nbsp;</p>
MHS 81 (0,046 g)
Sementes de Morugem (Stellaria media) 1.55 - 1
Sementes de trepadeira elefante (Argyreia nervosa) 1.95 - 1

Sementes de trepadeira...

Preço 1,95 € - SKU: T 25
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de trepadeira elefante (Argyreia nervosa)</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;">Preço para o pacote de 5 sementes.</span></h2> <p>A Argyreia nervosa é uma trepadeira originária da Índia, muito conhecida tanto pela grande diversidade de usos medicinais quanto pelo seu exuberante ornamentalismo.</p> <p>Sementes de Argyreia nervosa da mais alta qualidade, garantindo uma planta vigorosa e com todo o seu potencial terapêutico e/ou ornamental. Estas sementes foram colhidas em Setembro de 2010 e devidamente armazenadas, portanto ainda estão bem frescas e contém todo seus potencial de germinação.</p> <p><strong>CARACTERÍSTICAS DA PLANTA:</strong></p> <p>Local: sol pleno; predominância de sol, um pouco de sombra</p> <p>Solo: rico em matéria orgânica e sempre úmido</p> <p>Floração: a primeira acontece após 1,5 ano de idade; floresce na primavera e no outono</p> <p>Porte: planta agressiva, cresce rápido e pode tornar-se rapidamente invasiva. Cultivar em local amplo e espaçoso. Evitar vasos!</p> <p>Germinação: para quebrar a dormência da semente, lixar ou perfurar um mínimo da casca, deixar em algodão bem úmido até aparecimento da raíz, e então colocar ao solo.</p> <p><strong>SOBRE A QUESTÃO DAS VARIEDADES DE ARGYREIA:</strong></p> <p>Estas sementes são do que chamam de "variedade Madagascar", a original e mais potente. </p> <p>Porém, essa história de "variedades" de Argyreia é só jogada de marketing, pois existe somente UMA espécie, que é a Argyreia nervosa, também chama de Argyreia speciosa, originária da ÍNDIA. </p> <p>As que chamam de 'Madagascar' são, na verdade, as mesmas que chamam de 'Hawaiian', que, na verdade, é a mesma planta que vêm da Índia. O lugar onde a planta cresce não influencia na potência das sementes. </p> <p>Há muita gente vendendo sementes de OUTRAS ESPÉCIES falando que é alguma variedade de Argyreia nervosa, mas nem Argyreia é, e sim outras espécies de plantas.</p> <p>Portanto, estas são sementes de uma autêntica Argyreia nervosa, que são vendidas como "variedade Madagascar ou Hawaiiana"</p> <p><strong>Rápido guia de cultivo</strong></p> <p><strong>Germinação: </strong></p> <p>Para que as sementes germinem, primeiro você deve quebrar a dormência das sementes, e isso pode ser feito de duas formas:</p> <p>1 - Deixe as sementes mergulhadas em água por 24 horas. Após este tempo, algumas sementes irão inchar, aumentar de volume. Isso significa que a dormência já foi quebrada e a planta já pode começar a ser cultivada. Pegue estas sementes que incharam, e deixe-as em algodão bem molhado até que soltem uma pequena raíz branca, e então passe para a terra, enterrando entre 0,5cm e 1cm. Caso as sementes permaneçam intactas, sem inchar, você terá que fazer o processo a seguir:</p> <p>2 - Lixe ou faça um pequeno furo na casca das sementes com a ajuda de um alfinete ou semelhante (isso facilitará a quebra da dormência para as sementes que ainda estão dormentes), e coloque-as em algodão bem molhado até aparecer a pequena raíz branca e assim por diante. OBS.: o furo deve ser feito longe do "olho" da semente.</p> <p>É importante que no começo a planta fique em vaso, até que desenvolva algumas folhas e tenha força suficiente para ser transplantada ao local definitivo, que deve ser direto na terra. Lembre-se: VASO é somente para as primeira semanas de vida da planta, após isso deve ser transplantada direto ao solo.</p> <p><strong>Solo e local de cultivo:</strong></p> <p>1 - Por ser uma planta tropical, prefere solo rico em matéria orgânica, sempre úmido (não encharcado) e bem drenado.</p> <p>2 - Prefere locais com muitas horas de sol direto, sol pleno. Pode também ser um local onde alterne entre sol e sombra, desde que, nos períodos de sombra, receba bastante luz indireta do sol.</p> <p>3 - Deve ser plantada próxima a alguma superfície de apoio, pois é uma trepadeira. Muros, grades, alambrados ou até mesmo árvores mortas ou outras plantas são ideais, desde que tenham uma estrutura forte, pois a planta cresce muito e acaba forçando as estruturas onde estão apoiadas. Cuidado ao plantar próximo de árvores e outras plantas vivas, pois a trepadeira pode acabar sufocando e matando a outra planta.</p> <p>4 - A Argyreia nervosa não se desenvolve bem em vasos, ficando atrofiada e doente. Portanto, é imprescindível que se plante diretamente no solo! Vaso somente nas primeiras semanas de vida da planta, até que ela se torne mais forte!</p> <p><strong>Informações adicionais:</strong></p> <p>1 - Deixar o solo sempre úmido.</p> <p>2 - Ficar atento ao aparecimento de pragas e doenças. Por ser uma planta exótica (não-nativa), é susceptível à pragas e doenças, que se controladas desde o início, não apresentarão problemas para a planta.</p> <p>3 - É uma planta no geral bem forte, não necessitando de muitos cuidados além de não deixar o solo secar.</p> <div>4 - Alcança a maturidade por volta de 1,5 a 2 anos, e só a partir deste momento é que dará flores e, posteriormente, sementes.</div> </body> </html>
T 25
Sementes de trepadeira elefante (Argyreia nervosa) 1.95 - 1
Sementes De Exótica Raros Preto Morango

Sementes de Preto Morango

Preço 2,25 € - SKU: V 1
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes de Preto Morango Exótica Raros</strong></h2> <h2><span style="color:#ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 10 sementes.</strong></span></h2> <p>Um adorável morango preto que é totalmente resistente. Perfeito para pequenos espaços ou recipientes, produzirá uma abundância de pequenas frutas doces, com um toque de abacaxi. Cultivo pesado e fácil de cultivar. Erva perene densamente agrupada com ramos mais retos.<br />15-25 cm de altura. Cymose anthotaxy com carne suculenta. Exigem a perda e remoção de ervas daninhas em intervalos no solo fértil e solto com grandes fertilizantes orgânicos. Favorecer a aquecer e precisar de umidade para viver durante o inverno.</p> <div> <div> <table cellspacing="0" cellpadding="0" border="1"><tbody><tr><td colspan="2" width="100%" valign="top"> <h3 align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Instruções  para a semeadura e germinação</strong></span></h3> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Propagation:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">Seeds</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Pretreat:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">0</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Stratification:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">0</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Sowing Time:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">all year round</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Sowing Depth:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">Needs Light to germinate! Just sprinkle on the surface of the substrate + gently press</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Sowing Mix:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">Coir or sowing mix + sand or perlite</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Germination temperature:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">20-25°C</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Location:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">bright + keep constantly moist not wet</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Germination Time:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">1 - 8 weeks</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> <p align="center"><span style="color:#008000;"><strong>Watering:</strong></span></p> </td> <td valign="top"> <p align="center"><span style="color:#008000;">Water regularly during the growing season</span></p> </td> </tr><tr><td valign="top" nowrap="nowrap"> </td> <td valign="top"> <p align="center"><br /><span style="color:#008000;"><em>Copyright © 2012 Seeds Gallery - Saatgut Galerie - Galerija semena. </em><em>All Rights Reserved.</em></span></p> </td> </tr></tbody></table></div> </div>
V 1
Sementes De Exótica Raros Preto Morango

Produto mais vendido
Sementes de Tartago (Euphorbia lathyris) 2.45 - 3

Sementes de Tartago...

Preço 2,45 € - SKU: MHS 30
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de Tartago (Euphorbia lathyris)</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong> Preço para o pacote de 10 sementes.</strong></span></h2> <p>História Natural. É uma planta transplantada de Portugal para os jardins do Brasil. Poucas espécies se notam no gênero euphorbia que sejam mais bem caracterizadas pelo seu porte, pela sua presença que a Euphorbia lathyris. A cor azulada e as quatro filas de suas folhas a tornam notável. Seus caracteres botânicos são os seguintes: caule dicotomo, folhas sésseis, opostas, imbricadas em quatro direções, lanceoladas e integérrimas; umbela de quatro raios forquilhosos; cápsula quase redonda, triangular, rugosa, de cor acinzentada, com três cavidades, cada uma das quais encerra uma semente; sementes ovadas, obtusas de ambos os lados, do tamanho das do cânhamo e sulcados longitudinalmente de um lado; uma das extremidades apresenta uma elevação orbicular, branca, crenada na margem; amêndoa branca, muito oleosa, contida em um episperma delgado e quebradiço. A planta encontra-se espontaneamente próxima das povoações, porém cultiva-se nos jardins em Portugal, de onde veio.</p> <p>    Análise Química. A planta é bianual, desprovida de cheiro e quase insípida. As sementes são acres e corrosivas, delas extrai-se um óleo fixo, ou reduzindo-as à pasta  espremendo-as ou tratando a pasta pelo álcool ou pelo éter e evaporando o dissolvente. Este óleo é branco, transparente, muito oxigenável, por isso deve-se usá-lo logo. Livra-se do princípio acre lavando-o em água fervente, acidulada com ácido sulfúrico. Chama-se óleo de carapuça.</p> <p>    Propriedades. Os autores de matéria médica consideram o óleo como purgante drástico e emético. O Sr. Guibourt diz que das sementes, outrora chamadas Grana regia minora, se extrai um óleo sucudaneo de Croton tiglium, o qual purga na dose de oito gotas. O Sr. Albano, na sua Pharmacographia, o aconselha como tal e na mesma dose em emulsão arábica. O suco desta planta depois de concreto se apresenta sob a forma de pequenas massas amareladas, irregulares e pouco solúveis no álcool. A Euphorbia lathyris dá raízes grossas das quais se extraem até cinco onças de óleo por cada pé, o que tem induzido a cultivá-la em grande escala com a futura previsão de tirar partido do óleo para iluminação, uma vez que se consegue privá-la do seu princípio acre e corrosivo pela lavagem em água fervente.</p> <p>Louis Franck e Calderini na Itália experimentaram o óleo de carapuça na dose de 4 e 8 gotas para um adulto; os professores Grimaud e Bally a ensaiaram em Paris na dose de 6 a 10 gotas como purgativa. Ele causa por vezes o vômito, porém nunca provoca a salivação como faz o óleo de croton. O óleo de carapuça se prepara pelo álcool ou por espremeção. Por este último processo, o óleo é muito mais purgativo. Louis Franck pensa que seria ótimo remédio para debelar a tênia, a histeralgia e a ascite.</p> <p>Bovius receitou as sementes para curar a sífilis, e o Dr. Burtin diz que elas podem substituir a Ipecacuanha. A raiz e as folhas são de igual modo reputadas purgativas e detersivas. Refere-se no tomo 7, do Dicionário de Matéria Médica pelo Dr. Merat que o suco branco da Euphorbia lathyris aplicado sobre a pele causa uma viva inflamação. O Dr. Klebe animou-se a dar internamente o mesmo suco em um caso de icterícia com bom proveito, na dose de 24 gotas em um copo de água.</p> <p>Nos primeiros oito dias, a cor amarelada da pele veio a diminuir assim como as dores do fígado e do estômago, e a enferma ficou curada ao fim de alguns meses, tomando constantemente o remédio, sem experimentar sofrimento algum por causa de sua aplicação, senão quando se aumentava a dose do suco, o que causava dores de estômago e cólicas.</p> </body> </html>
MHS 30
Sementes de Tartago (Euphorbia lathyris) 2.45 - 3
Sementes de Feijão Gigante Branco 1.65 - 4

Sementes de feijão branco...

Preço 1,85 € - SKU: P 161
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes de feijão branco gigante Fasolia Gigantes</strong></h2> <h2><span style="color:#ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 5 sementes.</strong></span></h2> <p>O feijão branco gigante é uma tradição na preparação de muitos pratos diferentes, como sopa de feijão, feijão no forno (óleo de oliva), salada grega, etc. Eles são, sem dúvida, alimentos naturais saudáveis e são favoráveis à dieta mediterrânea.</p> <p>Tradicionalmente, feijão branco gigante é servido como meze, juntamente com outros acompanhamentos. No entanto, este prato está enchendo o suficiente para ser comido no almoço. Este meze saudável é popular nos meses frios do outono e inverno. Como em muitos pratos gregos, o pão é usado para mergulhar no molho de tomate.</p> <p>Em geral, o feijão branco gigante é um alimento saudável e nutritivo. É uma fonte rica de antioxidantes de tomates e fibras de outros vegetais e também é adequada para vegetarianos e veganos se a lingüiça e o queijo forem excluídos.</p> <p><strong>Estes grãos são 100% naturais, não é um produto híbrido ou mutante.</strong></p>
P 161
Sementes de Feijão Gigante Branco 1.65 - 4

Produto mais vendido
Sementes de Framboesa  - 2

Sementes de Framboesa

Preço 1,95 € - SKU: V 99
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <div id="idTab1" class="rte"> <h2><strong>Sementes de Framboesa (Rubus idaeus)</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 50 (0,070 g) ili 200 (0,251 g) sementes.</strong></span></h2> <div><span style="font-size: 10pt;">A framboesa (Rubus idaeus) é o fruto da framboeseira, e é frequentemente confundida com a amora-silvestre (Morus sp), fruto da silva. Seu sabor suave e adocicado é utilizado para diversas finalidades.</span></div> <p><span style="line-height: 1.5em; font-size: 10pt;">A framboesa é uma pseudobaga e fruto agregado. É um fruto oco e o seu cultivo é mais delicado que o da amora-silvestre. É necessário que a framboeseira seja submetida a pelo menos 700 horas por ano a temperatura inferior a 7 °C.</span></p> <h3><strong>Cultivo</strong></h3> <p><span style="font-size: 10pt;">A framboesa, por possuir grande capacidade de propagação, a cada três ou quatro anos, as touceiras precisam ser desmanchadas e as mudas transplantadas em outro local, para que a concorrência entre os ramos não afete a produção. Os frutos começam a aparecer um ano e meio após as mudas serem levadas para o local definitivo.</span></p> <p><span style="font-size: 10pt;">Após a época de frutificação, deve-se fazer o desbaste das plantas, retirando-se todos os galhos que produziram. O desponte (poda verde) deve ser feito quando as plantas atingirem entre 1,10 m e 1,20 m de altura.</span></p> <p><span style="font-size: 10pt;">A framboeseira também se caracteriza por ser um pouco mais rasteira que a silva. Mesmo assim, não se recomenda a formação de parreiras, já que ela só produz nas extremidades do ramo. Deixá-la crescer no canteiro, desde que obedecidas as indicações de poda e desbaste, é a melhor solução para se obterem mais frutos. Outra recomendação importante para manter regular a produção é não deixar mais de 5 a 7 hastes por planta. Desse modo, conseguem-se frutos de maior tamanho.</span></p> <p><span style="font-size: 10pt;">Se o pH do solo estiver em torno de 5,0 a 5,5, não é necessário o uso de calcário. Abaixo disso, aplica-se o produto para corrigir sua acidez. Solos férteis também dispensam adubação química. Já para os mais fracos, recomenda-se o uso de 25 gramas de adubo à base de 10-20-10 (NPK), para cada metro quadrado de área plantada.</span></p> <h2 class="header Heading3"><span style="color: #008000;">SEED GERMINATION</span></h2> <ul> <li class="step"><span style="color: #008000;">1</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Fill a seed starter tray with sterile potting soil in the early fall. Press one to two raspberry seeds ¼ inch down into the soil of each cell. Pat the soil down gently over the seeds to remove air pockets.</span></p> </div> </li> <li class="step"><span style="color: #008000;">2</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Mist the soil lightly to dampen, using a spray bottle filled with water. Keep the soil moist throughout the germination process. Place the seed starter tray in a cool, dark area while the raspberry seeds germinate. The seeds will begin to sprout within three months.</span></p> </div> </li> </ul> <ul> <li class="step"> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Set the seed starter tray in an area that receives bright, indirect sunlight once the seeds begin to sprout. If this is not possible, set up a grow light and place the seed starter tray underneath.</span></p> </div> </li> <li class="step"><span style="color: #008000;">4</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Continue to keep the soil moist and provide the raspberry plants with adequate light as they continue to grow. Transplant the raspberry plants outdoors in the spring, as soon as the soil is workable.</span></p> <h2 class="header Heading3"><span style="color: #008000;">OUTDOOR TRANSPLANTING</span></h2> <ul> <li class="step"><span style="color: #008000;">5</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Select an area for transplanting your raspberries that contains full sun and well-drained soil with a pH between 5.5 and 6.5. Test the soil if you are unsure of your soil pH, using a soil testing kit purchased from a garden center.</span></p> </div> </li> <li class="step"><span style="color: #008000;">6</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Turn over the soil with a pitchfork after the final winter frost and add lime to the soil if the pH is below 5.5. Add peat moss if the soil pH is above 6.5. Add the required amendment according to label instructions.</span></p> </div> </li> <li class="step"><span style="color: #008000;">7</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Dig holes for the raspberry plants that are comparable in size to their root balls. Space each hole 2 feet apart. Space rows 8 to 12 feet apart. Remove the raspberry plants from the seed starter tray, placing one raspberry plant in the center of each hole. Backfill the holes.</span></p> </div> </li> <li class="step"><span style="color: #008000;">8</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Water the raspberry plants generously after planting. Use a soaker hose that will deliver deep watering. Water at a rate of 1 inch per week, keeping the soil moist at all times during the growing season.</span></p> </div> </li> <li class="step"><span style="color: #008000;">9</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Cut the raspberry plants down to the soil line, using a sharp pair of scissors or pruning shears, in the late fall. Cutting the plants back will encourage growth the following spring.</span></p> </div> </li> <li class="step"><span style="color: #008000;">10</span> <div class="stepMeat"> <p><span style="color: #008000;">Fertilize the raspberry plants the following spring when they begin to grow again. Apply a 10-10-10 fertilizer per label instructions. Continue to keep the soil moist. Harvest the raspberries when they ripen in the summer.</span></p> </div> </li> </ul> </div> </li> </ul> </div> </body> </html>
V 99 (0,07g)
Sementes de Framboesa  - 2
Sementes de Amora-Artica...

Sementes de Amora-Artica...

Preço 3,85 € - SKU: V 100 RC
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de Amora-Artica (Rubus chamaemorus)</strong></h2> <h2><span style="color: #f60404;"><strong>Preço para o pacote de 5 sementes.</strong></span></h2> <p>A<span> </span><b>amora-branca-silvestre</b>, também conhecida como<span> </span><b>amora-ártica</b><span> </span>ou<span> </span><b>framboesa-amarela</b><sup id="cite_ref-1" class="reference"><span>[</span>1<span>]</span></sup><span> </span>(<i>Rubus chamaemorus</i>) é uma espécie de crescimento lento do género<span> </span><i>Rubus</i><span> </span>e que produz um fruto particularmente saboroso. O seu nome científico provém do<span> </span>grego<span> </span><i>chamai</i><span> </span>("anã") e<span> </span><i>morus</i><span> </span>("amora").</p> <p>A amora-branca-silvestre chega a atingir 10–25 cm de altura. As suas<span> </span>folhas<span> </span>são alternadas, frágeis, palmadas e dispõem-se em<span> </span>caules<span> </span>erectos sem ramos. depois da<span> </span>polinização, as suas flores brancas (por vezes com laivos avermelhados) formam<span> </span>amoras<span> </span>do tamanho de<span> </span>framboesas, unindo em si de 5 a 25 pequenas drupas, inicialmente de um vermelho pálido que se torna cor de<span> </span>âmbar<span> </span>no início do outono.</p> <h2><span class="mw-headline" id="Distribuição">Distribuição</span></h2> <p>As amoras-brancas-silvestres são espontâneas no<span> </span>hemisfério norte<span> </span>entre os<span> </span>55°N<span> </span>e os<span> </span>78°N, dispersando-se a sul até aos<span> </span>44°N, principalmente em<span> </span>áreas montanhosas. Na<span> </span>Europa<span> </span>e na<span> </span>Ásia, crescem nos<span> </span>países nórdicos, nas<span> </span>charnecas<span> </span>da<span> </span>Grã-Bretanha<span> </span>e<span> </span>Irlanda, nos<span> </span>países Bálticos<span> </span>e na<span> </span>Rússia<span> </span>setentrional oriental até ao<span> </span>Oceano Pacífico. Pequenas populações foram ainda encontradas mais a sul, como vestígio das<span> </span>eras glaciares, como nos vales alemães do<span> </span>Weser<span> </span>e do<span> </span>Elba, onde são protegidas por lei. Na América do Norte, existem no Canadá e no Alasca e, menos, no norte dos estados do<span> </span>Minnesota,<span> </span>New Hampshire,<span> </span>Maine, além da pequena população de<span> </span>Long Island,<span> </span>Nova Iorque.</p> <p>Nascem em<span> </span>pântanos<span> </span>e outros terrenos alagadiços, como<span> </span>estuários, e requerem exposição solar e<span> </span>solo<span> </span>ácido<span> </span>(entre 3,5 e 5 de<span> </span><i>p</i>H). Suportam facilmente temperaturas baixas (até menos de - 40 °C), mas são sensíveis ao<span> </span>sal<span> </span>e à falta de água.</p> <h2><span id="Propaga.C3.A7.C3.A3o"></span><span class="mw-headline" id="Propagação">Propagação</span></h2> <div class="thumb tleft"> <div class="thumbinner"><img alt="Sementes de Amora-Artica (Rubus chamaemorus)" src="https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/f/f2/Moltebeere_Fruchtstand.jpg/250px-Moltebeere_Fruchtstand.jpg" decoding="async" width="250" height="188" class="thumbimage" srcset="//upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/f/f2/Moltebeere_Fruchtstand.jpg/375px-Moltebeere_Fruchtstand.jpg 1.5x, //upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/f/f2/Moltebeere_Fruchtstand.jpg/500px-Moltebeere_Fruchtstand.jpg 2x" data-file-width="1280" data-file-height="960" title="Sementes de Amora-Artica (Rubus chamaemorus)" /> <div class="thumbcaption"> <div class="magnify"></div> Amora-branca-silvestre, ainda em processo de maturação, e folhagem</div> </div> </div> <p>Ao contrário de muitas espécies do género<span> </span><i>Rubus</i>, a amora-branca-selvagem não procede à<span> </span>auto-polinização, havendo variedades masculinas e femininas (espécie<span> </span>dioica). A<span> </span>disseminação de sementes<span> </span>faz-se pelo consumo dos frutos por animais (principalmente<span> </span>aves) que eliminam as<span> </span>sementes, não digeríveis juntamente com as<span> </span>fezes. Também se<span> </span>propagam assexuadamente<span> </span>através de extensões do seu<span> </span>rizoma.</p> <p>Apesar da procura cada vez maior no mercado das frutas silvestres, principalmente na<span> </span>Noruega, a amora-branca-silvestre é, essencialmente, uma planta silvestre.</p> <p>Desde meados da<span> </span>década de 1990<span> </span>que a amora-branca-silvestre é objecto do Projecto de Pesquisa "Northberry". O governo norueguês, em cooperação com a<span> </span>Finlândia,<span> </span>Suécia<span> </span>e<span> </span>Escócia, têm prosseguido o objectivo de incrementar a produção comercial de vários frutos silvestres. A Noruega importa cerca de 200 a 300 toneladas de amoras-brancas-silvestres por ano, da Finlândia. Desde<span> </span>2002<span> </span>que algumas cultivares estão à disposição de produtores agrícolas, principalmente as variedades "Apolto" (macho), "Fjellgull" (fêmea) e "Fjordgull" (fêmea). A planta é principalmente cultivada na região ártica, onde poucas espécies podem ser cultivadas - é o caso da costa setentrional da Noruega.</p> <h2><span class="mw-headline" id="Uso">Uso</span></h2> <div class="thumb tleft"> <div class="thumbinner"><img alt="Sementes de Amora-Artica (Rubus chamaemorus)" src="https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/8/80/Moltebeere_Bluete.JPG/200px-Moltebeere_Bluete.JPG" decoding="async" width="200" height="267" class="thumbimage" srcset="//upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/8/80/Moltebeere_Bluete.JPG/300px-Moltebeere_Bluete.JPG 1.5x, //upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/8/80/Moltebeere_Bluete.JPG/400px-Moltebeere_Bluete.JPG 2x" data-file-width="960" data-file-height="1280" title="Sementes de Amora-Artica (Rubus chamaemorus)" /> <div class="thumbcaption"> <div class="magnify"></div> Flor</div> </div> </div> <p>Os frutos maduros têm uma cor âmbar, amarelo-dourado, são suaves e suculentos. São particularmente ricos em<span> </span>vitamina C. Quando comidos frescos, têm um sabor picante distinto. São usados na produção de<span> </span>compotas, sumos, tartes e licores. Na Finlândia são comidas com "Leipäjuusto" (um tipo de<span> </span>queijo<span> </span>regional) e muito açúcar. Na Suécia, são usadas em<span> </span>compotas<span> </span>ou coberturas em<span> </span>gelados. No<span> </span>Canadá<span> </span>também são usadas para compota, mas em menor escala que na<span> </span>Escandinávia.</p> <p>Devido ao seu elevado conteúdo em vitamina C, o fruto é muito estimado por marinheiros nórdicos e pelos<span> </span>Inuit, como protecção contra o<span> </span>escorbuto. São ainda ricos em<span> </span>ácido benzoico<span> </span>que age como um conservante natural.</p> <p>Na medicina tradicional escandinava, as folhas são utilizadas em chás, benéficos no caso de<span> </span>infecções do tracto urinário.</p> <p>A planta serve ainda de alimento a algumas larvas de<span> </span>lepidópteros, como é o caso da<span> </span><i>traça-imperial</i>.</p> </body> </html>
V 100 RC
Sementes de Amora-Artica (Rubus chamaemorus)

Esta planta é resistente ao inverno e geada. Veja mais na descrição.

Variedade do Japão
Sementes de Yuzu -20 ° C (Citrus junos) 4.15 - 1

Sementes de Yuzu -20 ° C...

Preço 4,15 € - SKU: V 118 Y
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de Yuzu -20 ° C (Citrus junos)</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 2 ou 4 sementes.</strong></span></h2> <p>Yuzu (ユズ?) (Citrus ichangensis × C. reticulata, antigamente C. junos Siebold ex. Tanaka) é uma fruta cítrica originária do Leste asiático. Acredita-se que seja um fruto híbrido da tangerina com o Citrus ichangensis. Ele se parece um pouco com uma pequena toronja com casca irregular, e pode ser amarelo ou verde dependendo do grau de maturação. As frutas Yuzu, que são muito aromáticas, normalmente medem entre 5,5 e 7,5 centímetros de diâmetro, mas podem ser tão grandes quanto as toronjas (10 centímetros ou mais).</p> <p>O yuzu se forma em um arbusto em uma pequena árvore, que normalmente contém um grande número de galhos. As folhas possuem um grande pecíolo, lembrando aqueles da combava e Citrus ichangensis, além de serem muito perfumadas. Yuzu se parece muito com o sudachi em muitos aspectos; eles compartilham o mesmo ancestral, apesar de o sudachi acabar amadurecendo e ficando com uma cor alaranjada. Há diferenças sutis no sabor da fruta.</p> <p>O Yuzu se originou na China, e crescendo nas regiões centrais do país e no Tibet. Foi introduzido no Japão e na Coreia durante a Dinastia Tang e é nesses países onde o cultivo é mais intenso.[1] Apesar de contraditório, no chinês moderno, a palavra 柚子 (yòuzi) refere-se ao pomelo, enquanto que o yuzu é conhecido como 香橙 (xiāngchéng).</p> <p>É incomum as plantas cítricas serem resistentes ao frio, entretanto, devido à descendência do Yuzu em relação ao C. ichangensis, ele consegue crescer em regiões com invernos com temperaturas que chegam a -12°C, onde os cítricos mais sensíveis não conseguiram sobreviver. No Japão, uma versão ornamental do yuzu chamado hana yuzu (花ゆず, 花柚子?) é cultivado por sua flor, e não pelo seu fruto. Uma variação doce do yuzu conhecido como yuku ficou gravemente ameaçada durante as décadas de 1970 e 1980; uma tentativa foi realizada para reviver essa variedade no sul do Japão.</p> <p>Outra variedade de yuzu com uma casca nodosa é chamada de shishi yuzu (獅子柚子? literalmente yuzu leão).</p> <p><strong>Uso na cozinha japonesa</strong></p> <p>O sabor do yuzu é ácido, lembrando o da uva, com um toque de tangerina. Raramente ele é comido como uma fruta normal, embora na culinária japonesa sua casca aromática seja usada para decorar alguns pratos, e seu suco seja normalmente usado como tempero, do mesmo modo que se usa o limão em outras cozinhas. É um ingrediente (junto com o sudachi, daidai e outras frutas semelhantes) do ponzu (um molho a base de cítricos) e do vinagre de yuzu. O yuzu também pode ser misturado com mel para se fazer o yuzu hachimitsu (柚子蜂蜜?), um tipo de xarope que é usado para se fazer o chá de yuzu (柚子茶, yuzu-cha?) e um ingrediente de bebidas alcoólicas.[3] Também é utilizado para se fazer licores e vinhos.[4][5] O yuzu também pode ser usado para fazer vários tipos de doces, incluindo marmelada e bolo. Yuzu kosho (literalmente "yuzu e pimenta"), é um molho apimentado japonês feito com raspas de yuzu, pimenta verde ou vermelha e sal. Lascas de yuzu também são usadas para enfeitar um prato salgado chamado chawanmushi, bem como missoshiru.[6] Ele é frequentemente usado com o sudachi e o kabosu.</p> <p><strong>Uso na cozinha coreana</strong></p> <p>Na culinária coreana, o yuzu (chamado de yuja em coreano) é usado, em fatias finas e misturado com açúcar e mel, para fazer um xarope parecido com marmelada contendo pedaços de casca picados e a própria fruta. Uma colher desse xarope (que pode ser feito em casa ou comprado em potes de vidro) misturado com um copo de água quente é o suficiente para se preparar uma bebida chamada yujacha (유자차; também escrito yujacha ou yuja-cha, sendo que cha significa "chá" em coreano), que também é usado como um remédio natural para a gripe comum e outras doenças semelhantes.</p> <p>Ele também é usado para se preparar o yuja hwachae, uma variação do tradicional ponche de frutas.</p> <p><strong>Uso na culinária ocidental</strong></p> <p>No começo do século XXI, o yuzu foi gradativamente sendo usado pelos chefes de cozinha nos Estados Unidos e em outros países ocidentais, recebendo atenção em um artigo de 2003 no The New York Times.[7] A Hartwall, uma fabricante finlandesa de refrigerantes, lançou uma edição limitada de soda que contém yuzu. O yuzu também foi utilizado em cervejas na Holanda, sendo chamada de iKi, e em uma cidra finlandesa chamada Gonden Cap Black, produzida na Finlândia.</p> <p><strong>Outros usos</strong></p> <p>O yuzu também é conhecido por sua forte aroma, sendo que o óleo de sua casca é vendido como fragrância. No Japão, tomar banho com yuzu no solstício de inverno é um costume popular. Os frutos inteiros são deixados flutuando na água quente do banho (às vezes dentro de uma bolsa) liberando seu aroma. A fruta também pode ser cortada pela metade, permitindo que seu suco cítrico se misture com a água do banho. Acredita-se que o yuzuyu, ou banho de yuzu, protege contra gripes, aquece o corpo e relaxa a mente. O corpo do taepyeongso, um oboé tradicional coreano, muitas vezes é produzido com a madeira do yuzu.</p> </body> </html>
V 118 Y 2-S
Sementes de Yuzu -20 ° C (Citrus junos) 4.15 - 1
Sementes de PIMENTA-PRETA...

Sementes de PIMENTA-PRETA...

Preço 1,95 € - SKU: MHS 56 PN
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong><em><span style="text-decoration: underline;">Sementes de PIMENTA-PRETA (Piper nigrum)</span></em></strong></h2> <h3><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 5 sementes.</strong></span></h3> <p>A pimenta-preta (Piper nigrum), também conhecida como pimenta-redonda e, no Brasil, como pimenta-do-reino, é uma das mais antigas especiarias conhecidas. Os seus grãos, secos e moídos, são muito usados na culinária de diversos países. Tem um sabor forte, levemente picante, proveniente de um composto químico chamado piperina.</p> <p> </p> <p><strong>Botânica</strong></p> <p>As pequenas verduras provêm das bagas da pimenteira, uma planta trepadeira Piper nigrum L. da família Piperaceae, que se desenvolve nas florestas equatoriais da Ásia. Estas bagas quando imaturas apresentam a cor verde, tornando-se vermelhas com a maturação. De acordo com o grau de maturação e a sua tecnologia de produção:</p> <p> </p> <p><strong>Pimenta-preta</strong></p> <p>    Para produzir a pimenta preta, as espigas são colhidas quando as drupas estão completamente desenvolvidas, de coloração verde-claro ou amarelada, debulhadas mecanicamente em debulhadores ou manualmente. Há produtores que não costumam debulhar a pimenta. Neste caso, as espigas são colocadas para secar ao sol, e durante o processo de secagem as drupas secas vão se desprendendo do eixo da espiga. Durante o processo de revolver a pimenta para que a secagem fique uniforme, retiram, com um pequeno rodo de madeira, os eixos das espigas que estão misturados com o produto. A maioria da pimenta produzida é seca ao sol. Poucos produtores utilizam secadores a lenha ou a diesel.</p> <p> </p> <p><strong>Origem e história da pimenta do reino</strong></p> <p>O comércio da pimenta era bastante ativo no subcontinente indiano, de onde era trazido por mercadores muçulmanos para o Ocidente, onde era distribuída por genoveses e venezianos. Historicamente o seu valor chegava a ser tão alto que ela foi utilizada como moeda: conta-se que Alarico I, o Visigodo exigiu de Roma um resgate de ouro, prata e pimenta. A busca por essa especiaria, utilizada e valorizada desde tempos imemoriais, foi uma das principais causas da expansão – e apogeu – do império português no Oriente. Um quintal de grãos de pimenta (60 kg) chegou a valer, à época, 52 gramas de ouro.</p> <p> </p> <p><strong>Comércio de pimenta</strong></p> <p>Os maiores importadores atuais da pimenta brasileira são os Estados Unidos, Holanda, Argentina, Alemanha, Espanha, México e França. Enquanto a Índia, maior produtor mundial de pimenta-do-reino consome 50% do total produzido, o Brasil consome apenas 12% na forma de grãos inteiros, grãos moídos, em misturas com outros condimentos principalmente cominho, patês, molhos, maionese e embutidos (salame, salsicha, mortadela, presunto). Por muitos anos o consumo doméstico não ultrapassou 5%, no entanto a recuperação da economia brasileira melhorou as condições econômicas da população o que estimulou o aumento do consumo, principalmente na forma de embutidos.</p> </body> </html>
MHS 56 PN
Sementes de PIMENTA-PRETA (Piper nigrum)

Sementes de Vitória-Régia ou Victória-Régia (Victoria amazonica) 2.25 - 11

Sementes de Vitória-Régia...

Preço 2,25 € - SKU: F 78
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><span style="font-size: 14pt;"><strong>Sementes de Vitória-Régia ou Victória-Régia (Victoria amazonica)</strong></span></h2> <h2><span style="color: #f40707; font-size: 14pt;"><strong>Preço para o pacote de 1 sementes.</strong></span></h2> <p><span>A vitória-régia ou victória-régia (Victoria amazonica) é uma planta aquática da família das Nymphaeaceae, típica da região amazônica. Outros nomes: irupé (guarani), uapé, aguapé (tupi), aguapé-açu, jaçanã, nampé, forno-de-jaçanã, rainha-dos-lagos, milho-d'água, cará-d'água, apé, forno, forno-de-jacaré, forno-d'água, iapunaque-uaupê, iaupê-jaçanã.[1] É utilizada como folha sagrada nos rituais da cultura afro-brasileira, onde é denominada oxibata.</span></p> <p><span>Os ingleses deram-lhe o nome em homenagem à Rainha Vitória, quando o explorador alemão a serviço da Coroa Britânica Robert Hermann Schomburgk levou suas sementes para os jardins de um palácio inglês.</span></p> <p><span>O formato da sua folha lembra um forno de se fazer farinha de mandioca, o que justifica seus nomes "forno", "forno-de-jaçanã", "forno-d'água" e "forno-de-jacaré".</span></p> <p><span>Do fato de seu rizoma ser comestível, se originou o nome "cará-d'água". De suas sementes, se produz fécula, o que originou o nome "milho-d'água".</span></p> <p><span>Ela possui uma grande folha em forma de círculo, com bordas levantadas, que fica sobre a superfície da água e pode chegar a até 2,5 metros de diâmetro e suportar até 40 quilos, se estes forem bem distribuídos em sua superfície. Hoje, existe o controle por novas tecnologias (adubação e hormônios) através da qual é possível se controlar o tamanho das folhas, o que permite que a planta seja utilizada no paisagismo urbano, tanto em lagos quanto em espelhos d'água.</span></p> <p><strong><span>Flor</span></strong></p> <p><span>Sua flor (a floração ocorre desde o início de março até julho, mas a flor só se abre à noite) pode ser branca, lilás, roxa, rosa e até amarela, e expele uma fragrância noturna adocicada que lembra a do abricó. É chamada pelos europeus de "rosa lacustre", e mantém-se aberta até o início da manhã seguinte. No segundo dia, o da polinização, a flor é cor-de-rosa. Assim que as flores se abrem, seu forte odor atrai os besouros polinizadores (Cyclocephala castanea), que as adentram e, nelas, ficam presos. A flor pode atingir trinta centímetros de diâmetro, sendo a maior flor da América.</span></p> <p><strong><span>Raiz</span></strong></p> <p><span>O suco extraído de suas raízes é utilizado pelos índios como tintura negra para os cabelos.</span></p> <h2><span><strong>Vídeo:</strong><br /></span></h2> <h2><strong><span style="color: #ff0808;"><a href="https://www.youtube.com/watch?v=9HI0Aq-QGXM" target="_blank" class="btn btn-default" rel="noreferrer noopener"><span style="color: #ff0808;"> How To Grow Lotus From Seeds </span></a></span></strong></h2> </body> </html>
F 78
Sementes de Vitória-Régia ou Victória-Régia (Victoria amazonica) 2.25 - 11

Variedade do Peru
Sementes de Milho Roxo Peruano Maiz Morado "Kculli" Seeds Gallery - 6

Sementes de Milho Roxo...

Preço 2,25 € - SKU: P 397
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de Milho Roxo Peruano Maiz Morado "Kculli"</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0606;"><strong>Preço para o pacote de 10 ou 20 sementes.</strong></span></h2> <p><span>As sementes são de um roxo profundo (quase preto) estirpe colorida. Um tipo antigo de milho é particularmente conhecido no Peru e em partes da América do Sul. Amadurece para uma cor roxo-negro profundo.</span></p> <p><span>Junto com seus vários usos comestíveis, este tipo de milho tem sido objeto de muita investigação pelos altos níveis de vários antioxidantes benéficos à saúde. </span></p> <p><span>Além de ser o famoso milho que serve para preparação de uma bebida muito popular.</span></p> <p><strong>- Chinca Morada -</strong></p> <p><span>Chicha morada não é fermentado. Geralmente é feita de espigas de milho roxo (maiz morado), que são cozidos com casca de abacaxi, canela e cravo. Isto dá um líquido de cor púrpura forte, que é então misturado com açúcar e limão. Esta bebida é geralmente tomada como um refresco, mas nos últimos anos muitos benefícios de saúde de milho roxo foram encontrados.</span></p> <p><span>Chicha morada é no Peru e é geralmente bebido como acompanhamento de alimentos.</span></p> <p><span> </span></p> </body> </html>
P 397 10S
Sementes de Milho Roxo Peruano Maiz Morado "Kculli" Seeds Gallery - 6
Sementes de Flor-Do-Paraíso, Pau-Rosa (Delonix regia) 2.25 - 1

Sementes de...

Preço 2,45 € - SKU: T 49
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes de Flor-Do-Paraíso, Pau-Rosa (Delonix regia)</strong></h2> <h2><span style="color:#ff0000;"><strong>Preço por pacote de 5 sementes.</strong></span></h2> <p>A Delonix regia (anteriormente, Poinciana regia Boj.), também conhecida por flor-do-paraíso, pau-rosa, flamboyant, flamboiaiã1 , flamboaiã e acácia-rubra, é uma árvore da família das leguminosas (Fabaceae). É nativa da ilha de Madagáscar e da África tropical.</p> <p><strong>Etimologia</strong></p> <p>"Flamboyant", "flamboiaiã" e "flamboaiã" são oriundos do francês flamboyant1 . A planta foi descoberta na Ilha de Madagáscar por um botânico francês em 1824.</p> <p><strong>Descrição</strong></p> <p>Embora esteja ameaçada de extinção no estado selvagem, é muito cultivada pelo seu valor ornamental.</p> <p>Adaptou-se muito bem em toda a América tropical, sendo muito popularizada nas ilhas do Caribe. No Brasil, é usada na arborização de ruas e praças.</p> <p>Apesar de ser muito ornamental devido às suas belíssimas flores, seu uso na arborização urbana fica recomendado apenas a parques e grandes espaços, devido à sua altura média de 7 a 10 m e a suas raízes muito superficiais e danosas, que destroem as calçadas ao seu redor. Uma boa opção é plantar a Caesalpinia pulcherrima, que é semelhante ao flamboaiã porém com porte menor e sem o problema das raízes.</p> <p>Suas folhas são caducifólias, medem em média 30 a 60 cm de comprimento, são pecioladas (haste) e revestidas por pelos finos e curtos, recompostas com folíolos pequenos medindo de 1 a 1,5 cm de comprimento e caducos (decíduos). A sua copa tem um formato largo (oblongo) e seu crescimento é relativamente rápido. Suas flores são majestosas e de cor vermelha-alaranjada ou amarelas. Cada flor possui 5 pétalas, sendo uma delas maior, com face superior rajada de vermelho ou laranjando sobre um fundo branco com bordas avermelhadas, e 5 sépalas. A época de floração é de outubro a dezembro. O seu fruto é do tipo vagem, conhecido também como legume. De coloração castanho-escura, possui tamanho avantajado e permanece na árvore por mais de seis meses. A semente é dura, alongada, com 1,70 cm de comprimento em média (nunca mais de 2 cm) e sua coloração é castanho-clara.</p> <p>Para germinar as sementes, basta lixar as laterais da semente alguns milímetros com uma lixa número 150 encontrada em depósitos de Material para construção (jamais lixe as pontas ), após o lixamento deixe as sementes na água limpa por 24 horas, as sementes dobram de tamanho. Plante as sementes em terra ou areia, e regue todos os dias até germinarem.</p> <h2><strong>Propagation</strong></h2> <p>The Royal Poinciana is most commonly propagated by seeds. Seeds are collected, soaked in warm water for at least 24 hours, and planted in warm, moist soil in a semi-shaded, sheltered position. In lieu of soaking, the seeds can also be 'nicked' or 'pinched' (with small scissors or nail clippers) and planted immediately. These two methods allow moisture to penetrate the tough outer casing, stimulating germination. The seedlings grow rapidly and can reach 30 cm in a few weeks under ideal conditions.</p> <p>Less common, but just as effective, is propagation by semi-hardwood cuttings. Branches consisting of the current or last season's growth can be cut into 30 cm sections and planted in a moist potting mixture. This method is slower than seed propagation (cuttings take a few months to root) but is the preferred method for ensuring new trees are true to form. As such, cuttings are a particularly common method of propagation for the rarer yellow-flowering variety of the tree.</p>
T 49
Sementes de Flor-Do-Paraíso, Pau-Rosa (Delonix regia) 2.25 - 1
Sementes de Neem Indiano 2.5 - 5

Sementes de Neem Indiano...

Preço 2,50 € - SKU: V 141
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de Neem Indiano (Azadirachta indica)</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>5 ou 10 sementes por pacote.</strong></span></h2> <p>Neem Indiano - Azadirachta indica, é o nome de uma árvore da família Meliaceae, única no seu género botânico. O seu nome científico faz referência à sua origem, a Índia. É uma planta que pertence à família do mogno e do cedro. São árvores de grande porte, podendo atingir até 30m de altura e 2,5m de diâmetro. Nativa de todo o subcontinente indiano e resistente a seca. Além de fornecer madeira, é muito conhecida por suas propriedades medicinais e terapêuticas encontradas nas sementes, folhas e casca. Popularmente é bastante utilizada na agricultura, no combate a lagartas e pragas como nematoides, fungos e bactérias. Na indústria farmacêutica é utilizada na fabricação de produtos de higiene e limpeza. As suas folhas, frutos, sementes, casca e madeira têm diversas aplicações, tanto como fonte de materiais usados pela medicina, veterinária, cosmética, como na produção de adubos e no controlo de pragas. Nesse último quesito, tem chamado a atenção por ser excelente no controle biológico de diversas pragas e doenças que atacam plantas e animais no campo.</p> <p> </p> <p><span style="color: #008000;"><strong>Informações Técnicas:</strong></span></p> <table border="1" cellpadding="0"> <tbody> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>NOME POPULAR</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Neem, neem indiano, niim, amargosa, nim, margosa</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>PESO DO PACOTE</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>NOME CIENTÍFICO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;"><em>Azadirachta indica</em></span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>FAMÍLIA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;"><em>Meliaceae</em></span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>SÍNDROME DE DISPERSÃO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Zoocórica</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>SINOMÍNIA BOTÂNICA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;"><em>Melia azadirachta L.</em></span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>GRUPO ECOLÓGICO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Exótica.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>CLASSIFICAÇÃO SUCESSIONAL</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">N/A</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>AMEAÇA DE EXTINSÃO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Não Ameaçada.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>BIOMA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Exótica.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>OCORRÊNCIA CONFORME ESOLUÇÃO SMA 08 - ESTADO DE SÃO PAULO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Não se aplica.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>ORIGEM</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Exótica.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>LOCAIS DE OCORRÊNCIA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>ONDE PLANTAR</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Em avenidas para embelezar ruas, campos abertos, avenidas, e parques, assim como pode ser também combinada em plantios mistos junto a árvores frutíferas ou culturas alimentícias, como milho ou mandioca.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>SOLO DE PLANTIO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Áreas secas, áreas úmidas, litoral.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>PORTE DA ÁRVORE</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">De 15 a 20 metros.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>UTILIDADES</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Caixotaria, construção civil, marcenaria, medicinais, para calçada, para sombra, uso ornamental.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>MADEIRA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">É duravel e relativamente pesada. Quando é cortado do pé propaga um forte cheiro, com propriedade inseticida.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>TRONCO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Tronco com casca parda-acinzentada saliente, estreitamente fissurada transversa e longitudinalmente. Ramagem longa formando copa arredondada.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>FOLHA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Folhas compostas pinadas, alternas, dispostas espiraladamente na região terminal dos ramos, com 20-30 cm de comprimento, formadas por 6-8 paresde folíolos opostos com um folíolo terminal, mambranáceos, verde-escuros, brilhantes, ovalado-alongados, oblíquos, de ápice agudo, margens denteadas, de 4-7 cm de comprimento com pecíolo de menos de 0,5 cm.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>FLOR</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Inflorescências em panículas axilares mais curtas que as folhas, com flores branco-creme, pequenas e suavemente perfumadas.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>FRUTO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Os frutos são drupas elipsóides, lisas, amareladas, com polpa carnosa.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>FRUTO COMESTÍVEL </strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Não.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>POTENCIAL PAISAGÍSTICO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Não possui um grande perfil ornamental.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>FENOLOGIA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Floresce de fevereiro a maio e seus frutos amadurecem de junho a agosto, na área de ocorrência natural.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>TEMPO MÉDIO DE EMERGÊNCIA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>SEMENTES POR QUILO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">3000</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>SEMENTES POR PACOTE</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>SEMENTES POR COVA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>MÊS DE COLETA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Fevereiro</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>CLASSIFICAÇÃO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Recalcitrantes</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>LONGEVIDADE E ARMAZENAMENTO</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Não possui grande resistência, podendo ser armazenada por até 4 meses.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>COLHEITA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">O fruto cai da árvore com a sua maturação, então basta fazer sua coleta e separação entre sementes e frutos.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>QUEBRA DE DORMÊNCIA</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">Não há necessidade.</span></p> </td> </tr> <tr> <td> <p><span style="color: #008000;"><strong>COMO PLANTAR</strong><strong></strong></span></p> </td> <td> <p><span style="color: #008000;">O plantio pode ser feito diretamente no solo, em recipientes plásticos ou canteiros. Recomenda-se o uso de substrato ou terra vegetal para um crescimento mais fortalecido da muda.</span></p> </td> </tr> </tbody> </table> </body> </html>
V 141 5S
Sementes de Neem Indiano 2.5 - 5